2 de jun de 2010

PODEROSO Dr JACK




Centro médico dos Estados Unidos ‘contrata’ cachorro terapeuta



Clínica Mayo até lançou livro infantil inspirado na atuação do animal.

Jack, cão de estimação de uma funcionária, visita 8 a 10 pacientes por dia


Jack não é formado em medicina nem pode ser qualificado como enfermeiro.
Mas dá expediente todos os dias em um dos centros médicos mais importantes dos Estados Unidos, ainda que tenha apenas 9 anos de idade.
 Além da tenra idade e da falta de formação profissional específica, ocorre que Jack é um cachorro.
 O pinscher integra a equipe de tratamento da Clínica Mayo, ajudando os pacientes em atividades físicas, reabilitação e terapia da fala.
Bicho de estimação de Márcia Fritzmeier, funcionária da clínica, Jack visita de 8 a 10 pacientes diariamente.







Livro inspirado no trabalho de Jack tem prefácio
redigido por Laura Bush, ex-primeira dama dos EUA

Por que utilizamos um animal na terapia de pacientes da Clínica Mayo? Porque funciona!”, diz Brent Bauer, do departamento de medicina complementar e integrativa da Mayo.
 “Quase todos os pacientes se sentem melhor depois de uma visita de um cachorro como Jack. Mais que isso, estudos científicos têm comprovado que esse tipo de terapia pode reduzir a dor em crianças, ajudar a alcançar melhores resultados no tratamento de adultos hospitalizados com insuficiência cardíaca e reduzir o uso de medicamentos em pacientes idosos.”



Com base nessas constatações, Edward Creagan, do departamento de oncologia da instituição, elaborou a pesquisa “Dimensão da Cura por Animais de Estimação”.
 O trabalho, um ensaio acadêmico, virou a base para uma espécie de homenagem a Jack: o “primeiro animal em serviço na Mayo”, como é qualificado pela instituição, inspirou um livro infantil, “Dr. Jack”. Barbara Bush, ex-primeira dama dos EUA e uma das curadoras da clínica, escreveu o prefácio.


 












3 comentários:

Aujudando Aumigos disse...

É muito legal esse trabalho né?
Tive a oportunidade de acompanhar num hospital infantil em que trabalhei, em São Paulo, parece mágico... é só o bichinho entrar, que a criança já muda a feição, eles são verdadeiros anjos mesmo....
Beijinho,

Ana

Léo de Chocolate disse...

Oie bem vinda ao meu cãotinho, audorei seu blog.
Lambs

rosane disse...

Também com uma carinha dessa, até eu me curaria.
Mas é verdade eles são como remédios(terapia mesmo), fora toda a sinceridade e carinho que nos passam.