17 de mai de 2010

FOTOGRAFANDO FERAS


O fotógrafo inglês Jonathan Griffiths esteve há poucos centímetros de feras tão belas quanto assustadoras. Ele registrou imagens de tigres, leões, lobos, leopardos e ursos que foram publicadas no site inglês Telegraph.co.uk.



Segundo a publicação, há dois anos Griffiths ganhou a máquina que usa para fotografar os animais de sua noiva, que pretendia que o inglês tirasse fotos do filho recém-nascido do casal. Mas, depois de passar um tempo em um jardim zoológico, ele decidiu que queria tirar fotos de predadores poderosos em seu habitat.



Para chegar bem perto das feras, Griffiths teve que enfrentar temperaturas que chegaram a -40º C no alto de gélidas montanhas em Montana, nos EUA, em uma reserva ecológica.



Foram longos 15 meses vivendo perto da montanha para conquistar a confiança das selvagens criaturas.
O fotógrafo passava alguns dias rondando os animais antes de começar a registrar as imagens.
Uma das técnicas utilizadas para atrair os animais para perto era seduzi-los com carne, principalmente de frango.

 
O fotógrafo acordava às 5h30 todos os dias em busca de leopardos da neve, lobos e leopardos pretos.
 Ele ficou cara a cara com alguns dos animais mais perigosos da natureza.
 





Griffiths confessou ao Telegraph que sua família o considera louco por arriscar tanto sua vida, mas que para ele é gratificante chegar tão perto quanto possível dos animais para conseguir alguma imagem inédita.


 









Um comentário:

^.^ Ana Clara ^.^ disse...

Puxa, que privilégio poder conviver e olhar bem de perto para estes seres MA-RA-VI-LHO-SOS.
Ele está de parabéns por esta escolha.
Beijos!!!!