31 de jul de 2011

ARIEL FOI CREMADO




Corpo do leão tetraplégico Ariel é cremado no ABC

Felino, de 3 anos, comoveu o país com sua doença;
ele morreu no dia 27.

Leão, cremado em São Bernardo do Campo, tinha doença degenerativa.




Cerca de cem pessoas participaram neste domingo (31) da cerimônia de cremação do leão Ariel,
que morreu no dia 27 em decorrência de uma doença degenariva autoimune não identificada, em São Paulo.
O ato foi em São Bernardo do Campo, no ABC.
Tetraplégico, Ariel tinha 3 anos.
O drama dele ganhou repercussão na internet, mobilizando milhares de internautas em uma corrente de solidariedade.



De acordo com o Pet Memorial, crematório de animais onde ocorreu a cerimônia, duas mil pessoas acompanharam pela internet o ato de despedida de Ariel.

Leão Ariel morreu no dia 27 e foi cremado
 neste domingo


 



Antes de morrer, o felino sofreu uma crise convulsiva e apresentou acumulo de líquido ao redor do pulmão.
 Durante o tratamento, Ariel recebeu doações de sangue de leões do Parque Ecológico da Americana e do Zoológico de Piracicaba, ambos no interior de São Paulo.



Ariel saiu de Maringá, no interior do Paraná, para São Paulo, no fim de junho em busca do tratamento e da descoberta da doença que o deixou tetraplégico. Em entrevista no início de julho, Raquel Ferreira Borges da Silva, dona do animal, contou que o caso estava sendo analisado, inclusive, por veterinários israelenses, que vieram ao Brasil apenas para examiná-lo.



Leão teve tratamento especial em São Paulo





Nenhum comentário: