22 de jun de 2011

CHOREI AO VER AS FOTOS....

QUE HISTÓRIA EMOCIONANTE....



Uma comunidade inteira se reuniu para garantir a um sem-teto desenganado pelos médicos seu último pedido antes de morrer. Tudo o que Kevin McClain, de 57 anos, queria era se encontrar com sua cachorrinha Yurt, segundo
o canal de televisão KCRG-TV.



Durante anos, McClain morou dentro de um carro, em Cedar Rapids, nos Estados Unidos, com sua cadela de estimação.
 No entanto, mês passado, o sem-teto foi internado com câncer no pulmão.
Os médicos disseram que ele teria apenas alguns dias de vida.



Separada de seu dono, Yurt foi levada a um abrigo.
 Em poucos dias, a cachorrinha foi adotada por Kate Ungs.
“Ela é cheia de energia e traz muito amor e energia para nossa casa”, disse a nova dona.



Mas, mesmo internado, McClain ainda queria se despedir de sua companheira de tanto tempo.
Ainda na ambulância, quando foi levado ao hospital, o sem-teto disse aos paramédicos que tinha uma cadela
e que gostaria de vê-la.



Por sorte, um dos paramédicos, Jan Erceg, também era voluntário no abrigo de animais da cidade.
Ele foi atrás de Yurt e achou a cadelinha na casa
da família Ungs.



“No momento que McClain abriu os olhos e viu a cachorrinha foi uma felicidade só.
Ela lambeu os braços e o rosto dele”, contou Erceg.
Poucos dias depois, McClain morreu e Yurt voltou a morar em sua casa nova.



“Ela agora é parte da nossa família. Somos um grupo unido”, disse Eric Ungs.


veja as fotos































 




Fonte: KGRG (TRADUÇÃO E FOTOS)



COMO É GRANDE
O NOSSO AMOR
PELOS ANIMAIS!!

5 comentários:

Aujudando Aumigos disse...

Não tem nem o que comentar, né??
Existe amor maior que esse?? Com essa honestidade e pureza??
Beijinho
Ana

Terrorzinhos disse...

Uma história tão linda, mas ao mesmo tempo muito triste...
O amor dos e pelos bichos é o mais puro e sincero!

Bom feriado!

Blog da Rutha disse...

Eu também chorei muito vendo as fotos ! Me deu até vontade de lamber a Luna...
Acho que ele partiu mais tranquilo sabendo que agora ela tem um lar e vai continuar a ser amada.
Bom feriado !
Beijos
Laís

Cris disse...

São eles que estão sempre ao nosso lado. Não querem saber se somos bonitos ou feios, ricos ou pobres, magros ou gordos, jovens ou velhos. Simplesmente nos amam!

Talita disse...

Que história linda! "O incondicional" . Não tem como não se emocionar! Paty, aproveito para dizer a você que, se quiser (seria legal) postar aquele texto que você leu no meu blog sobre a doação de filhos de uma mãe (insana). Recebi o texto por email de uma amiga, desconheço o autor.
Beijos e lambidas!