21 de mai de 2011

SEUS PETS PECISAM DE MAIS ATENÇÃO NO INVERNO




Medidas preventivas podem evitar a incidência de doenças que são mais frequentes na estação mais fria do ano;
o tratamento adequado também ajuda a amenizar os sintomas desses males em animais de estimação.
É comum durante o inverno adotarmos uma postura mais vigilante com relação a algumas atitudes que podem ocasionar doenças que são mais frequentes nessa estação.



Da mesma forma devemos proceder com os animais de estimação, que também são mais vulneráveis a certos tipos de patologias nessa época do ano, como gripes.




Algumas recomendações simples, mas que podem fazer toda a diferença nessa questão preventiva, é evitar o exagero no número de banhos.
Quando eles ocorrerem, deve-se usar sempre água morna e escolher os horários mais quentes.
Outra importante medida é evitar locais onde o animal
fique exposto ao frio, vento e umidade.




Além disso, segundo a médica veterinária da Vetnil, Isabella Vincoletto a suplementação com vitamina C desempenha um importante papel também nessa questão.
Esse nutriente tem diversas funções no metabolismo, atuando como coenzima e co-fator em várias reações biológicas.
Junto com a vitamina E, a vitamina C também age como antioxidante, neutralizando os radicais livres.



O laboratório Vetnil produz um suplemento que pode servir de aliado nessa questão: o Vita-Vet C.
Ele supre as necessidades de vitamina C no organismo dos pets. “O uso correto de Vitamina C traz muitos benefícios, tanto para cães e gatos, quanto para outras espécies de animais domésticos, principalmente, no período do ano em que as temperaturas ambientais estão mais baixas”, explica Isabella Vincoletto.



Vita-Vet C® está disponível em frascos de 30 ml.
Cada gota do produto contém 12,92 mg de Vitamina C, devendo ser utilizado por via oral.
A dose recomendada para cães é de 0,4 a 2 ml ou 8 a 40 gotas do produto, uma a três vezes ao dia; e 0,4 ml ou 8 gotas, de uma a três vezes ao dia para gatos. Já para roedores, répteis, mustelídeos e aves, deve-se diluir 15 gotas do produto em 100 ml de água de bebida.
Mais informações pelo SAC 080010 91 97 ou no site da empresa.



E quando o pet já apresenta os sintomas de gripe?

A principal dificuldade na detecção da gripe canina é que os sintomas podem não alterar o comportamento do animal.
Por isso, é fundamental que os donos estejam atentos e, se o animal apresentar sinais de gripe, devem procurar orientação do médico veterinário.



“Apesar de haver variação nos sinais clínicos em todos os tipos de doenças, os sintomas mais evidentes de um cão ou gato gripado são a tosse e o espirro, que podem persistir na falta de tratamento.
Os animais ainda podem ter secreções nasais, febre e falta de apetite, sintomas que podem evoluir para uma pneumonia ou bronquite se não tratados”, alerta Vincoletto.



Para tratamento das enfermidades respiratórias, com presença de secreções muco-purulentas em cães e gatos, a Vetnil desenvolve o xarope mucolítico e expectorante Mucomucil.
O medicamento favorece a fluidificação e a expectoração das secreções respiratórias dos pets por meio da diminuição da viscosidade dessas secreções.
 O produto é feito à base de N-Acetilcisteína e favorece a eliminação de catarros e da coriza nasal, melhorando a capacidade respiratória dos animais.
O produto também possui a propriedade de antídoto para casos de intoxicação por Paracetamol.


que tal essas roupas...









Fonte: Bagaraí

Nenhum comentário: