24 de jan de 2010

NUNCA É TARDE



Joyce é uma fotógrafa australiana, especializada em vida selvagem.





“Quando fiz 60 anos, achei que a vida havia acabado para mim”, conta. ”Meus filhos estavam grandes, e meus netos já não me davam mais importância.




Um dia, resolvi acompanhar meu filho numa viagem ao deserto central da Austrália. Acampamos, e como não havia nada para fazer – nem ninguém por perto – resolvi ficar bêbada pela primeira vez na minha vida.




Depois do segundo copo, peguei uma câmera de vídeo e comecei a filmar. Filmei o céu, a tenda, tudo que me dava vontade. Mas eu estava tão bêbada, que cai no chão com a câmera.




Fiquei ali por alguns instantes, e reparei uma fileira de formigas caminhando ao meu lado. Era como se eu pudesse escutar seus passos, como se aquilo fosse parte de um mundo que eu nunca havia reparado. Filmei as formigas caminhando, e descobri a minha vocação”.







Quando conversamos, há alguns anos, Joyce tinha 71 anos.






Escrito por Paulo Coelho

Nenhum comentário: