11 de jan de 2010

A ADVOGADA ESTÁ CERTÍSSIMA !!!!!!!!!!!!

Morte de animal em rodovia foi crime ambiental

A advogada e presidente da União Internacional Protetora dos Animais (UIPA), Vanice Orlandi, disse ao G1 que o agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) desrespeitou leis de proteção animal e cometeu um crime ambiental ao matar a tiros um bovino na BR-040, na região da Grande Belo Horizonte, na quarta- feira (06/10/2010).







Bois e vacas ficaram espalhados pela pista após um acidente e, segundo a assessoria de imprensa da PRF, o policial teria atirado porque os animais soltos na estrada poderiam provocar mais colisões. O policial teria sido autorizado pelo dono da carga a atirar. Ainda de acordo com o órgão, a ação do policial foi correta, pois ele estaria defendendo a si próprio e a outros motoristas.






Vanice discorda e ressalta que o policial deveria ter acionado órgãos especializados para remover o animal. “Ele dispunha de outros meios para evitar acidentes. Poderia parar o tráfego e acionar o Centro de Controle de Zoonoses, que também está apto a resgatar caprinos, equinos e bovinos”, afirma.




Policial foi flagrado ao matar um animal na BR-040, em Minas Gerais, na quarta-feira (5)



Para a advogada, a própria morte do animal foi executada de maneira incorreta.
“Foi um despreparo, uma falta absoluta de sensibilidade e respeito pelos animais, porque o policial tinha outros meios para desobstruir a pista. Esse bicho foi abatido a sangue frio, de forma cruel. Existe uma lei que manda dar morte rápida ao animal cuja eliminação seja necessária, mas nem isso o policial soube fazer.”






Segundo Vanice, é crime ambiental praticar qualquer ato de maus-tratos, ferir ou mutilar animais domésticos ou silvestres. “O bicho foi vítima duas vezes. Como se não bastasse o transporte cruel, que obriga o animal a viajar semanas em pé, ele acabou morto nessas condições”, diz

Fonte: G1



Nenhum comentário: